quarta-feira, 20 de junho de 2018

Como fazer lista ou mudar de linha em texto do Whatsapp. Inclua a tecla de retorno

     Lídia Maria de Melo
Mantenha desmarcado o quadrado no alto à direita 
Toda vez que tentava fazer uma lista de itens no Whatsapp, ou mudar de linha, eu enviava a mensagem sem querer, porque a tecla Enter  funcionava como tecla de envio.

Então, para abrir uma nova linha, eu apertava a barra de espaço várias vezes, mas o texto  ficava desalinhado.
Não conseguia colocar uma linha abaixo da outra.

Hoje, cansei e fui pesquisar uma solução para o problema.
Acabei descobrindo. Simples!

Foi preciso alterar a configuração do Whatsapp.
Muito fácil.

Então, agora compartilho essa descoberta. Veja a sequência:

1. Entrei no ícone do Whatsapp.
2. Cliquei nos três pontinhos.
3. Depois, em Configurações.
4. A seguir, em Conversas.
5. Na sequência,  em Configurações de Conversas.
6. Desmarquei o quadradinho Enviar com Enter.

Se o quadradinho ficar desmarcado, a tecla Enter funciona como retorno, permitindo mudar de linha no texto ou fazer uma lista.

Transformar a tecla Enter em tecla de envio é desnecessário, porque no Whatsapp, quando se inicia a redação de um texto, o ícone microfone, à direita, transforma-se em tecla de envio.

domingo, 17 de junho de 2018

México surpreende e vence a campeã Alemanha. Árbitro mexicano erra e leva Brasil ao empate

Lídia Maria de Melo (fotos e texto)
Equipe do México hospedou-se em Santos na Copa de 2014
Torci muito para a Seleção do México, que hoje venceu a campeã do mundo Alemanha, por 1x0, na Copa da Rússia. O estádio Lujniki, em Moscou, vibrou desde a execução do hino mexicano.
Pelo som que chegou das arquibancadas, dava para perceber que os torcedores do México compareceram em peso.
Torcida, no entanto, não ganha jogo. Jogadores, sim. E quem tem um goleiro chamado Guillermo Ochoa não passa apuro. Nossa! Quanta defesa linda e eficiente. Isso não é surpresa. Na Copa do Brasil, em 2014, ele já deu espetáculo e foi escolhido o melhor jogador em campo na partida contra o Brasil, que teve placar 0x0.
Naquela Copa, a Seleção do México ficou hospedada em Santos e treinou no centro do Santos Futebol Clube. Este blog registrou o fato. Reveja aqui.
A Seleção da Alemanha desta Copa da Rússia não é a mesma da Copa do Brasil. Isso ficou patente, não apenas pelos nomes dos jogadores, mas também pelo resultado do jogo contra o México. Mesmo assim, as duas equipes jogaram muito bem. Fizeram um jogo vibrante e bem disputado pelas duas equipes. Digno de uma final de campeonato.
A minha torcida nada teve a ver com o 7x1 que a Alemanha deu no Brasil em 2014, em Belo Horizonte. É que gosto muito do México, desde que em 1970 assisti ao Brasil ser tricampeão no Estádio Azteca, na Cidade do México. O público torceu fervorosamente pela Seleção Brasileira.
Os torcedores que inventaram a Ola nos estádios e o Olé merecem minha reverência.
Hoje, no entanto, um mexicano me deixou bravíssima. O árbitro que apitou a partida entre a Seleção do Brasil e a Seleção da Suíça, em Rostov-on-Don.
Falem o que quiserem, mas jogar daquele jeito dos suíços, puxando os jogadores pela camisa, principalmente Neymar, não é uma mostra de competência. 
Voltando ao árbitro, o mexicano César Ramos deixou de dar cartão amarelo em lances flagrantemente faltosos, como aquele em que o capitão suíço Stephan Lichtsteiner puxou Neymar pela camisa e derrubou-o no meio do campo. Somente aos 31 minutos do primeiro tempo, depois de repetir a puxada de camisa, Lichtsteiner recebeu um amarelo. Parecia que o juiz não queria ver o óbvio.
Depois, foi uma sequência de falhas da arbitragem. Uma, no lance que resultou no gol da Suíça, quando Miranda foi empurrado e as imagens mostram muito bem, e outra, no episódio do pênalti em cima de Gabriel Jesus.
O resultado foi de 1 x 1, mas o gol suíço deveria ter sido anulado e o pênalti poderia ter resultado em gol brasileiro. Assim, as falhas do mexicano interferiram no placar do jogo.
Essas falhas, no entanto, não têm desculpas, porque o árbitro de vídeo poderia ter ajudado a solucionar as questões. Houve má vontade de César Ramos. Persona non grata.
Esta Copa do Mundo não está sendo muito fácil para as equipes campeãs do mundo. Argentina passou apuros diante da Islândia (1 x 1). Alemanha perdeu para o México (1 x 0). Brasil empatou com a Suíça (1 x 1). Será que a Rússia, que fez 5 gols em cima da Arábia Saudita, vai ser campeã?

quarta-feira, 13 de junho de 2018

A um dia da abertura da Copa do Mundo da Rússia, blog é acessado de Moscou e de Rostov-on-Don


Lídia Maria de Melo

A Copa do Mundo de Futebol da Rússia começa amanhã.  Hoje, este blog recebeu a visita de um internauta de Rostov-on-Don.
No próximo domingo, dia 17, a Seleção Brasileira, que está hospedada em Sochi, estreará no certame, enfrentando a equipe da Suíça, justamente na Arena Rostov, em Rostov-on-Don.
Nesse estádio, cuja figurinha eu ainda não tenho em meu álbum da Panini, vão ser realizadas quatro partidas da fase de grupos e uma de oitavas-de-final.
Rostov-on-Don é uma cidade localizada a mais de mil quilômetros de de Moscou, com um milhão de habitantes. Tornou-se um centro tecnológico e industrial da Rússia.
O internauta que visitou o Blog da Lídia Maria de Melo, mas não deixou nenhuma mensagem, talvez estivesse pesquisando sobre Santos, sobre Neymar, sobre o Santos Futebol Clube, por isso, passou por este espaço.
Além dele, um outro visitante de Moscou também acessou este espaço, conforme mostra o mapa do blog. Veja na foto, na relação de locais, marcados com a bandeira, e no mapa, os pontos indicados pelas setas pretas no alto.

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Navio carregado de contêiner bate em três balsas no Porto de Santos. Acidente afetará travessia

Lídia Maria de Melo
Foto da balsa FB-28. Divulgação.
O navio Santos Express, abarrotado de contêineres, chocou-se lateralmente com três balsas, FB-18, FB-19 e FB-28, que fazem a travessia entre Santos e Guarujá, pela Ponta da Praia. As embarcações  estavam atracadas no ancoradouro de Guarujá, na noite de ontem (6/5), quando foram atingidas pelo navio, que entrou no canal do estuário por volta das 20h30.
O acidente não causou vítimas, segundo a assessoria da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), que administra os serviços de travessias litorâneas de São Paulo. A frota de balsas, no entanto, sofrerá redução a partir de hoje (7/5). Somente cinco embarcações operarão no sistema.
No momento da colisão,  a FB-18 e a FB-19 estavam atracadas no píer do estaleiro, fora de operação devido ao baixo movimento naquele horário. Já a FB-28 encontrava-se em uma das gavetas de atracação, porque havia acabado de desembarcar em Guarujá os veículos procedentes de Santos.
Santos Express é um porta-contêineres que ia para o terminal portuário administrado pela empresa DP World Santos, localizado na margem esquerda do Porto, ou seja, do lado de Guarujá.
A Dersa emitiu um comunicado oficial sobre o acidente, informando que "a frota estará reduzida nos próximos dias até que os reparos sejam concluídos".
No comunicado, a empresa pede a compreensão dos usuários e orienta para que acompanhem as informações em tempo real da Travessia Santos/Guarujá e programem a viagem antecipadamente pelos canais: site www.dersa.sp.gov.br, Twitter @travessiasdersa e telefone 0800 7733 711.
A Capitania dos Portos foi acionada imediatamente após o acidente e iniciou as investigações sobre a colisão.


PRÁTICO
O que causa estranheza nesse acidente, assim como em outros que já ocorreram nesse trecho de entrada e saída do Porto de Santos, é que os navios, quando adentram ou deixam o  canal do estuário, são conduzidos por práticos teoricamente experientes, que conhecem o ponto exato por onde as embarcações devem seguir.
Na noite de ontem, as condições de visibilidade eram boas, ao contrário do que costuma ocorrer em períodos de neblina na região.
Moradores de Santos e de Guarujá que fazem a travessia de balsas diariamente não deixam de ficar assustados com mais esse acidente, provocado por navios. O que se espera é que as causas da colisão sejam apuradas e que haja fiscalização rigorosa no setor da praticagem.

OUTROS ACIDENTES
O acidente de ontem à noite (registrado no vídeo acima) não foi o primeiro do gênero registrado naquele local.
Na madrugada de 31 de julho de 2010, sob forte neblina, o navio Nena A, de bandeira panamenha, chocou-se com a FB-23, que estava no atracada do lado de Guarujá,  danificando a embarcação e o atracadouro.
O mesmo local havia passado por reformas, que custaram R$ 36 milhões, em função de avarias causadas pela colisão do navio Zhen Hua 27, de Hong Kong,  no dia 23 de julho de 2009. Nessa ocasião, o acidente danificou, além da rampa de atracação, a balsa FB-24, um veleiro e dois barcos.
Em maio de 2009, o mesmo navio chocou-se com o navio graneleiro Kyla, destruindo parte do terminal onde estava atracado no Porto de Santos e de onde se soltou devido a um temporal.

NOTA
Recebi pelo WhatsApp o vídeo e a foto acima reproduzidos. Conferi as informações com a Assessoria de Imprensa da Dersa. Porém, desconheço o nome do autor das imagens. Por isso, não pude mencionar. Reproduzo aqui o material, por considerar  de interesse público. Se o autor se identificar e autorizar o uso, incluirei o crédito. Caso não autorize, as imagens serão retiradas da postagem.