Direitos Autorais

Não reproduza textos, fotos e vídeos deste blog sem autorização da autora.
Mesmo com autorização, se utilizar algum conteúdo, mencione a fonte
e a autoria. Lei 9.610/98.

Translate

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Mercedes Sosa, hasta siempre

Não se faça silêncio.
Mercedes Sosa morreu.
Cantemos as canções que sua voz eternizou.
Eu a vi cantar ao vivo em um show no Clube de Regatas Vasco da Gama, em Santos.
Sentada, com seu tambor, suas roupas coloridas, seu cabelo liso e negro.
Era argentina, mas mais parecia uma índia boliviana.
Aprendi a cantar e tocar no violão Volver a los 17, de Violeta Parra, porque ouvi, na adolescência, Mercedes Sosa interpretar.
Sozinha e com Milton Nascimento.
Depois, ela gravou Años, sozinha e com Fagner.
Dividiu o palco com grandes nomes da música mundial.
Mercedes Sosa. Uma voz eterna. Gracias a la vida!
Saudade!







Um comentário:

Luiz Gomes Otero disse...

Mercedes Sosa sempre emociona quem ouve. No meu caso, tenho uma coletânea dela que sempre me surpreende a cada audição. Assim como me emociono ao ouvir Dolores Duran (recomendo prá vc, se tiver curiosidade) e Maria Bethânia (a fase dos anos 70/80 foi incrivelmente ótima). Seu legado é eterno, sem sombra de dúvida. Feliz é vc, que conseguiu vê-la ao vivo!