Direitos Autorais

Não reproduza textos, fotos e vídeos deste blog sem autorização da autora.
Mesmo com autorização, se utilizar algum conteúdo, mencione a fonte
e a autoria. Lei 9.610/98.

Translate

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Homem não costuma cuidar da saúde

No dia 4 de setembro, publiquei um comentário na seção Papo com Editores, de A Tribuna On-line, sobre o tabu que envolve o exame de próstata, obrigatório aos homens a partir de determinada idade.
A propósito da campanha que o Ministério da Saúde vem desenvolvendo, para alertar a população masculina sobre a necessidade de se cuidar, decidi republicar aqui o texto. Leia mais abaixo.
Antes, assista à propaganda oficial, lançada pelo Ministério da Saúde. Foi elaborada pela equipe da Agência Agnelo Pacheco (Gui Pacheco, Marco Gaspar, Renata Ramos, Ricardo Paoliello e Ronald Andrade, com produção de filme da Like Filmes, sob direção de cena de César Netto).



Exame de próstata, ainda um tabu
Lídia Maria de Melo - Editora-coordenadora Baixada Santista - 04/09/2009

''Quem sabe/ o super-homem/ venha nos restituir a glória/ mudando como um Deus/ o curso da história/ por causa da mulher''.
Os versos da inspirada canção de Gilberto Gil logo me vieram à mente quando me deparei com dados de recente pesquisa da Sociedade Brasileira de Urologia.
Vinte e um por cento dos entrevistados não vão ao urologista porque se consideram super-homens. Isso quer dizer que não se acham vulneráveis a doenças.
O mesmo levantamento revelou mais, como mostra matéria de A Tribuna na edição impressa desta sexta-feira. Metade dos varões que se dispõem a passar pelas mãos de um urologista só faz essa concessão por insistência de suas mulheres e namoradas.
Essas informações levaram os especialistas a concluir que as mulheres têm papel preponderante na saúde masculina. Por isso, campanhas de orientação, como as iniciadas nesta semana pelo Ministério da Saúde, devem incluí-las.
Como representante do universo feminino, tenho uma sugestão: que se inaugure uma cruzada contra as malditas piadas masculinas que envolvem o exame de próstata. Toda vez que ouço uma insinuação entre amigos, colegas de trabalho e homens da família, argumento: ''Por causa dessa brincadeira de mau gosto muitos homens morrem ainda jovens''.
Aparentemente, eles nunca se importam. Mas deveriam. Assim, poderiam evitar doenças sérias e continuar saudáveis e vivos por muito mais tempo.
Talvez sirva de incentivo o fato de 91% dos pacientes que fizeram o exame de próstata terem descoberto o óbvio: o procedimento é muito mais simples do que pensavam.
E então? Será que não vale a pena tentar? Ou é melhor continuar escravo de ideias preconceituosas e alvo de moléstias graves? A escolha é de cada um.
De cada ''super-homem'' que se disponha a mudar ''o curso dessa história''.

2 comentários:

Eduardo Lara Resende disse...

Parabéns pela iniciativa, Lídia! É preciso acabar com esse preconceito ultrapassado, inconcebível numa sociedade onde se grita aos quatro ventos a favor de tanta bobagem inútil.

Luiz Gomes Otero disse...

É sempre pertinente retomar essa discussão, pois como bem disse a pessoa do comentário anterior, há muita bobagem sendo veiculada pela mídia em geral. E ela (mídia) deveria dar a importância devida para o tema, que na sociedade ainda é tabu, infelizmente.