Direitos Autorais

Não reproduza textos, fotos e vídeos deste blog sem autorização da autora.
Mesmo com autorização, se utilizar algum conteúdo, mencione a fonte
e a autoria. Lei 9.610/98.

Translate

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Mandela, seu nome viverá em nossas mentes, em nossos corações, na história da humanidade!

Foto: South Africa
The Good News -
Wikimedia Commons
 Quando o apartheid, sangrento regime de segregação racial, foi revogado na África do Sul, após décadas de violência contra os negros, predominava naquele país um clima de ódio e, até justo, desejo de vingança.
Mas Nelson Mandela soube acalmar os ânimos, ponderar e unir brancos e negros.
Madiba, como é carinhosamente chamado o líder sul-africano que passou 27 anos preso por defender a liberdade de seu povo, ensinou ao mundo o que é tolerância e o que é perdão.
Ao ser libertado e se tornar presidente de seu país, uma das primeiras medidas que tomou foi a criação da Comissão da Verdade e Conciliação em 1996. 
Torturadores e criminosos do antigo regime precisavam confessar seus crimes publicamente e pedir desculpas às vítimas ou a seus familiares, para obterem anistia. 
"Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele,
por sua origem ou ainda por sua religião.
Para odiar, as pessoas precisam aprender,
e se podem aprender a odiar,
podem ser ensinadas a amar".
(Mandela, um longo caminho para a liberdade)
Capa de O Dia, jornal carioca
6 de dezembro de 2013
Em 2009 ou 2010, durante aulas que dei para uma turma de Jornalismo da Universidade Santa Cecília (Unisanta), estudamos um pouco da história da África do Sul, que sediaria a Copa do Mundo de Futebol de 2010. 
Apresentei para os alunos os filmes “Um Grito de Liberdade”, “Sombras do passado”, “Em Minha Terra”.  A mesma temática é desenvolvida ainda em “Mandela, luta pela liberdade” e “Invictus”. 
Foi uma maneira de conhecer a história sob aspectos e pontos de vista diferentes.
Durante toda sua vida, Mandela deu uma lição ao mundo. 
O que ele fez na África do Sul, após o apartheid, somente alguém com muita sabedoria e liderança conseguiria. Ele conseguiu. 
A África do Sul não mergulhou em uma guerra civil, como ocorreu e ocorre em outros países africanos.
Não foi à toa que ele recebeu o Prêmio Nobel da Paz.
Nelson Mandela morreu ontem à noite, aos 95 anos, em Joanesburgo. A notícia repercutiu na imprensa do mundo inteiro.
Obrigada, Mandela! Seu nome viverá em nossas mentes, em nossos corações e na História da humanidade!

Um comentário:

SS A disse...

Maravilhoso esse blog. Muita qualidade nos textos, muita informação proveitosa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...