Direitos Autorais

Não reproduza textos, fotos e vídeos deste blog sem autorização da autora.
Mesmo com autorização, se utilizar algum conteúdo, mencione a fonte
e a autoria. Lei 9.610/98.

Translate

sábado, 8 de março de 2014

Dia da Mulher: quando os elogios viram ofensas

 A propósito do Dia Internacional da Mulher, vale lembrar dois episódios que evidenciam preconceitos arraigados e implícitos na óptica masculina.
Em 1998, um profissional renomado e muito simpático leu meu conto "Bala Perdida", que me valeu o Prêmio Vladimir Herzog, e fez este comentário, a pretexto de me elogiar: "Você escreve tão bem quanto um homem". (Aqui conto o milagre, mas não revelo o santo).
Duas colegas jornalistas testemunharam a cena e ficaram furiosas. Um colega jornalista disse-me hoje que se lembra com detalhes do fato e que nunca conseguiu se esquecer daquela frase infeliz dirigida a mim.
Essa situação foi semelhante à protagonizada em 1989 por Mário Amato, então presidente da Fiesp. Referindo-se à então ministra do Trabalho, Dorothea Werneck, ele disse a jornalistas: "Ela é muito inteligente, apesar de ser mulher".
A reação de Dorothea foi o riso. A minha também. Fazer o quê?

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...